Theme Preview Rss

Getting Things Done - Parte I

Getting Things Done



É um método para ter as tarefas e projetos em dia, fiz um resumo do livro:


Recolher: anotar tudo o que você tem na sua mente que você precisa executar, qualquer coisa grande ou pequena, pessoal ou impessoal, urgente ou menos importante que você acha que deveria estar diferente do status atual e que você tenha qualquer intenção de mudar. Assim que você atrela um deveria, precisaria ou gostaria a um item, ele está incompleto. Dicas: Qualquer ponto deve estar escrito, tenha o mínimo de repositórios possíveis e sempre esvazie os repositórios.
Processar: avaliar cada item. Quais precisam de uma ação? Quais são descartáveis? Quais são delegáveis? Apenas classifique cada item.





Organizar: colocar os itens e os materiais de suporte num sistema de confiança para que não tenhamos que nos lembrar de tudo. As tarefas vão para uma lista de tarefas, projetos para a lista de projetos, planos futuros para uma incubadora, informação de referência para um arquivo, etc. As organizações devem ser físicas.
• Projetos são diferentes de tarefas, projeto é tudo aquilo que precisa de mais uma tarefa para ser realizado. Como são duas coisas diferentes precisam ser geridos separadamente. Os projetos não precisam ser listados numa ordem especifica.

• Crie um sistema eficiente:
1) lista de tarefas ativas - próximas ação a serem finalizadas nos próximos dias.
2) lista de projetos ativos - projetos a finalizar nas próximas semanas/meses.
3) calendário - compromissos futuros com data e hora específica.
4) lista Um Dia/Talvez - ideias a explorar, mas não agora.
5) referência - informação ou documentos que podem ser importantes para consultas futuras.
6) esperar – outra pessoa pode fazer.

• Lista das próximas ações: escrever uma lista das próximas ações de cada item. Focar-se apenas na próxima ação física que pode ser feita e que leva o projeto/tarefa em frente. Esta ação pode ser procurar por alguma informação, fazer um telefonema, ou qualquer outra pequena atividade. Seja o que for, a conclusão dessa tarefa irá pô-lo um passo mais próximo da conclusão do seu projeto, por isso não se preocupe com tudo o resto – foque apenas naquilo que pode fazer agora.

Revisar: Verifique o seu calendário frequentemente e veja se tem um horário livre, se tiver encaixe algumas das atividades futuras. A lista de projetos, Um dia e de espera devem ser revistas semanalmente.
• Revisão semanal
1) Reunir e processar todas as coisas a fazer
2) Revisar o fluxo de trabalho
3) Atualizar sua lista

Executar: executar/finalizar as tarefas. Defina o que finalizado significa. Compromissos sem uma visão clara daquilo que “finalizado” significa é um grande problema - o nosso cérebro está desenhado naturalmente para nos ajudar a descobrir como fazer coisas, mas apenas se soubermos com o que se parece aquilo onde queremos chegar. Tudo aquilo em que trabalhamos deve ter um ponto de conclusão bem claro - um ponto onde sabemos que chegamos ao fim. Se não sabemos qual é esse ponto, vai ser difícil fazer qualquer progresso. Quando temos problemas em fazer progressos o primeiro passo é definir com o que se parece este ponto de conclusão

0 comments:

Post a Comment